Voltar à Página Inicial

A(s) mascote(s)



Já em tempos o Cabral Ferreira nos brindou com um exemplo de mascote para o Belenenses e deu-a a conhecer, conforme exemplo que na imagem abaixo poderão ver.

Só que era um golfinho, mais um exemplo de que não fazemos mesmo mal a ninguém, porque o golfinho deve ser dos bichos que eu mais brinquei com vontade nos meus tempos de menino e moço em Tróia, onde, por sinal, aprendi a nadar e onde o meu pai treinou treinava as travessias do Tejo pelo Belenenses, e ainda hoje os vejo ali em baixo no Zoomarine ou no Jardim Zoológico, onde a minha neta mais velha, que é que já tem alguma consciência de cá estar na vida, se vai entretendo.

E o golfinho em tempos pavoneava-se pelo Tejo abaixo e disso nos falou em dada ocasião o Homero Serpa associando-o a a um dos símbolos do Belenenses, como de resto aqui se exlicou no dia 16 de Setembro de 2005 neste post.

O golfinho em nós não vingou, como não vingou uma pantera lá no Bessa, porque uma mascote não nasce de um dia para o outro e para ser colocada à discussão pública já era para termos alternativas de escolha. Não assim.

Uma mascote para ser eficaz terá de estar em consonância com a nossa História e o meio ambiente onde nos inserimos e sobre isso estou fartinho da silva de propor que uma das fontes de receita via merchandising seja na venda de produtos nossos associados à Epopeia dos Descobrimentos e aos monumentos circundantes em Belém. A larga variedade de produtos nesta matéria associada à larga procura dete tipo de artigos - eu que o diga, em que tenho um o meu escritório pejado de motivos ligados ao mar, ao Belenenses e aos Descobrimentos.

Nada disto é aproveitado por nós, talvez com medo que aleije ou dê trabalho.

Mas que vendia, vendia. Se fosse contratada uma empresa a sério que procedesse à distribuição dos produtos, se acaso tivessemos uma loja aberta em Belém, tipo das 9 ás 19H00 ali para os lados dos Pastéis de Belém. Mas não.
Ora, nos produtos a vender és siposto estar a mascote. Por isso, é que eu entendo estarmos aqui a caminhar ao contrário, porque há que saber o que mais nos interessa: se uma mascote de adorno, se algo que nos associe à dita e vice-versa, se algo que reuna os anteriores predicados, seja vendável e aqui não há lugar para amadorismos, por mais brilhanmtes que sejam as propostas, as quais não passam de carinhosas.

Como se não houvesse mais anda com que nos preocuparmos, lá se vai colocar á subscrição pública as sugestões para uma mascote do Belenenses.

Quando li aquilo pensei que era brincadeira e que de facto, a falta de idéias era tanta e tamanha que não se arrisca apresentar aos associados alternativas para a selecção de uma mascote.
A SAD do Sp. de Braga deu à escolha aos seus associados, não a mascote, mas de 3 alternativas do emblema da sua SAD. Isto, a título de exemplo.

Até que acabei de pensar qual a mascote que, no imediato, nós precisamos, cheguei a uma conclusão: a rodilha, ou melhor, um contingente de rodilhas e esfregonas. O nosso símbolos actuais para limpar toda a porcaria que está a mais no nosso Clube.

Há muito por onde limpar.
Exemplos não faltam e deixo aqui três:
1. Modalidades que lá estão a mais em contraponto com futebol a menos;
2. Sujidade de vários espaços mortos do Restelo, e
3
. Em especial, as dívidas deixadas nos últimos meses.

Enfim, para não me alongar em demasia, limpemos o nosso Clube com um batalhão de rodilhas, a qual passa a ser o nosso símbolo de transicção.

E não julguem que a rodilha serve apenas para limpar. Não, serve, também, por exemplo, colocar na cabeça e carregar com bilhas de água ou de leite.

Depois daquilo tudo limpo, podemos encomendar a um ateliér de arte e design várias opções para a nossa mascote definitiva e depois colocá-las à consideração dos associados.

Suponho ser essa a melhor alternativa que andarmos a inventar mascotes por tudo quanto é associado. Ainda por cima, em vez de uma sugestão/associado são logo 2 sugestões/associado.

Não sei como desempatam algo que parece ser intangível.

Etiquetas:




Enviar link por e-mail

Imprimir artigo

Voltar à Página Inicial


Weblog Commenting and 
Trackback by HaloScan.com eXTReMe Tracker